06 setembro, 2007

Porque gosto

Gosto, porque gostar é amar sem condiçoes.
Gosto, e daqueles de quem gosto, as vezes merecem muito mais do que sou capaz de dar.
Gosto, e as vezes porque gosto, é-me dado o conforto de ver que fui atendido.
Gosto, e quando gosto, não preciso que gostem de mim, pois se eu gosto, e porque ha razoes para eu gostar.
Se me confundem, paciencia, não abdico de olhar nos olhos e dizer que gosto ou não gosto.
Se nao me conhecem... nao é o meu problema, porque me dou a conhecer, sempre com transparencia, e como um livro aberto, que muitos teimam em so folhear o indice.
As aparencias... ou as deduçoes momentaneas... nao perco tempo com quem as analisa, porque nao teve a força para ir mais ao fundo, e ver o que de facto la tem.
Não me engano a mim proprio, porque nao gosto de enganar ninguém, mas... nao imponho a minha maneira de ver, nem de ser, porque nao permito que me imponham nada.
De quem eu gosto, até prova em contrário, é porque o sumo residente vale a pena, e se por acaso amargar, tento misturar açucar até que fermente e volta a ficar doce, se virar vinagre por opcção, desisto.
Gosto, sem receios, sem medos, sem fronteiras, sem raças, sem credos, sem idades, sem tabus, sem preconceitos, mas... só gosto de gente humilde, gente de bom coraçao, de gente que saiba amar, como eu, que saiba SER, e essencialmente saiba o que é amar e gostar.
Gosto, mas... nao sei agradar se nao o sinto, não sei bajular hipocritamente, porque nunca usei meios que nao sejam honestos e sinceros para atingir os meus fins.
Gosto, mas ao mesmo tempo sei detestar, gente má, gente negra, gente que nao quer evoluir, gente hipócrita que se serve de tudo e de todos, e que usa todos os meios para atingir os fins.
Gosto, mas... detesto as sanguessugas que por aí andam, a sugar a beleza emocional dos outros, a beleza sentimental dos outros, a humildade dos outros, e aí... sou implacável.
Gosto de mim, de ti, de nós, dos outros, mas... nao toquem naqueles de quem eu gosto, mas... os que eu gosto, até me fazendo mal... eu nao deixo de gostar.

beijos A QUEM É DE BEIJOS
Miro

1 comentário:

Carla disse...

Porque eu também gosto!
Muita força para ti amigo!
Continua a seres quem és e como és! Não desistas!
Os amigos contam contigo!
Sei que não nos vais decepcionar!
:)
Beijo GRANDE
>*<