16 outubro, 2013

Colapso Económico Mundial Karen Hudes lo anuncia públicamente (subtitulado)
















LEMBRAM-SE A UNS ANOS ATRAS EU FALAR DISTO? E DAS PROFECIAS MAYAS... AS DATAS PODEM NAO PARECER CERTAS, MAS... AGUARDEMOS!

06 setembro, 2013

¿Por qué las elites mundiales necesitan la guerra prefabricada de Siria?

Vale a pena ler este texto, que exprime em força aquilo que venho a dizer a muito, e que mais uma vez, confirma o que os mayas disseram, embora as datas nao estejam certas em relacçao ao nosso calendario. O medo que haja colapso do dolar, faz com eles tentem tudo para ocultar o maior problema, o dolar nao vale o papel em que é impresso.

01 setembro, 2013

Estar desempregado, falido, ou doente.



A sociedade que temos, nao tolera gente "falhada" seja que sejam desempregados, falidos ou doentes. A sociedade, impõe que se nao estas a fazer nada, és um imbecil, sim imbecil, porque se nao estas a fazer nada (ainda que estejas, mas que eles nao vejam) e porque es um falhado, um desprovido de inteligencia, um marginal. Não obstante a sociedade de hoje tenha a tendencia de dar importancia a quem tenha algum sucesso, mesmo que esse sucesso nao represente nada demais, ainda ha aqueles que continuam a por e a dizer que gostam de frases bonitas, tipo,...saber esperar é ter a força dos leoes quando caçam... ter fé, e saber ultrapassar as feridas, é para os grandes... enfim paletes de maximas que nos infligem todos os dias os murais das redes sociais, mas que depois, quando aparece alguem nessas circunstancias, a critica e a observaçao critica são as vezes fulminantes.
    A experiencia da vida, ensina que so passando pelos problemas os conseguimos avaliar, pois se tivermos eem conta que se lidarmos com pessoas serias e com ombridade, e lhes perguntarmos se gostam de estar sem fazer nada e inventar o que fazer para ocupar as horas que lhe sobram disponiveis para nao andar a pensar em desgraças. provavelmente vos dirão, que nao haverá maior pesadelo que esse. As vezes as senhoras falam de que nao ha pior problema que inventar o que cozinhar todos os dias e fazer escolhas nesse sentido, mas, acreditem que quem estiver metido numa cama doente, por força de se curar, ou quem estiver desmpregado, sem poder sentir-se util ou agradavelmente ocupado, ou com pelo menos a mente ocupada, e vão perceber porque é que a grande parte dos suicidios acontecem, pois quando sobra muito tempo as pessoas, e nenhum dinheiro para poderem ocupar-se seja no que fôr, os pensamentos mais obtusos tendem a aparecer e a dominar-nos. Sei que ha muita gente que faz a critica pela critica e nao tem a intençao que querer magoar, mas porque se preocupa, quando ao invés de criticar, deveria se calhar perguntar o que falta, o que sente, o que vai na alma, e em que poderia se calhar ajudar para que isso nao se notasse tanto. As vezes, uma simples reparaçao doméstica, resolvida, serve para levantar o ego de quem esta em baixo, ou entao, a palavra que aparece do nada, de alguem a quem no passado demos a nossa presença e o nosso "colo" e que parecendo vir do nada, nos conforta, nos da força, nos da alento para empurrarmos a vida para a frente, na esperança que um dia, sejamos resgatados, por qualquer coisa que aconteceu, e que mudou totalmente o sentido da vida que levava-mos. A natureza das pessoas, fraca por defenição, é que quando as pessoas passam de vencido a vencedor, aparecerem a dizer textualmente, sempre acreditei em ti, sempre confiei que eras um heroi, sempre vi que eras um resistente, quando, uns dias antes, parecia que tinhamos repelente colado ao corpo.   
A vida ensina, que ha ditados que sao populares por alguma razao, pois os ditados populares foram criados a partir da experiencia e sapiencia popular, e quando eles dizem... não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe... provavelmente, foi porque ao longo dos tempos, assim foi, e a repetiçao de casos, é que faz com que a soma dos catetos, ops, faz a sabedoria popular. Claro que aqueles que hoje se sentem desprovidos de energia, que lutam mentalmente o mais que podem para poder sair da situaçao má em que se encontram e se sentem enxovalhados as vezes, amanha, quando as coisas mudarem, nao serao capazes de excluir os seus carrascos mentais, pois, se estão em alguma provaçao dessas, e porque ja tem costas para a cruz, logo serao seres mais evoluidos, e nao se deixarão cair nessa ratoeira, mas, convem que nao mostrem os dentes, com a boca toda aberta, e façam perceber aos outros, que um dia estavam no chao, e foram motivo de chacota, motico de critica, motivo de escarnio, e que nessa altura sim, e que precisavam do conforto das palavras ao invés da pressao estupida, que a sociedade, desiquilibrada de valores se encarrega de fornecer para humilhar e rebaixar. Até lá, os JO deste planeta, terão de se aguentar, como se aguentou o JO, e aguardar os dias de sol que hao-de vir. Quando vierem... permitem que nao nos esqueçamos de que quem esta no chao, nao precisa que lhe ponham pesos em cima, e como sempre disser e escrevi ha varios anos ... se o amor é um sentimento elevado, não quero ver ninguem no chão...

23 agosto, 2013

Humildade nao é...

A subserviencia e a obdiencia nao sao caracteristas de humildade, podem ser no entanto caracteristicas de falta de personalidade, sendo que humildade sem personalidade, permite a cobardia da aceitaçao daquilo que rejeitamos!
Miro Couto

21 agosto, 2013

Há sempre alguem que diz não!

Que pena tenho eu meu irmao
que as vozes d'outrora cheias de razão
diziam que haveria sempre alguem que diz não
hoje, sem sentido, nem pregão
apoiam gente, que nao é gente, é podridão
sem vergonha, sem humanidade, sem coração

Outros mais tão vis antes vieram
começaram a rusga, que continua
roubando a vida aos que padeceram
em fraqueza a este gente rude e crua

hoje sao ignobeis seres que nos comandam
sem pingo de senso, sem amor
semeiam o mal na terra sem pudor
a soldo de outros que os compraram

e os companheiros passados
nas sua tumbas revolveram
aos que hoje sao vassalos
das ideia porque morreram.

In resposta ao Manuel alegre... Avelino Couto

11 março, 2013

Será que os mayas se enganaram?





Temos de achar que os mayas tinham capacidades que nos com a nossa tecnologia temos dificuldades em perceber, Os mayas tinham conhecimentos que nós nao imaginamos ser possiveis sem computadores, sem iphones, sem ...

Então os mayas elaboraram um calendário fabuloso que veio ate aos nossos dias e... estariam enganados? Os mayas previram coisas fantasticas e dizem, mas se eles eram fantasticos porque nao previram o seu proprio fim? Ou será que previram e os seus responsaveis nao o podiam deixar escrito para que o povo nao se suicidasse colectivamente?

Os mayas, os incas, os azetecas eram de facto povos com muita sabedoria e muito conhecimento, e, entretanto cá a malta que fez as interpretaçoes do calendario, dizem agora que afinal eles se enganaram, que afinal nao havia nenhum fim do mundo.

Ninguem colocou a hipotese de ser os cerberos actuais que se tenham enganado, ninguem coloca a suposiçao que os técnicos de hoje, que nao tem nem um milesimo do conhecimento dos mayas, se atrevam a achar que eles estavam errados, ou seja, as cabeças pensadoras tem egos demasiadamente enormes! Lembram-me as equivalencias do Relvas, e uma afirmaçao de uma grande amiga ... todos sao especialistas e importantes, a partir do momento em que lhes damos essa importancia... diria eu mesmo que nao a tenham.

Os mayas fizeram determinadas afirmaçoes que ja aconteceram, e outras que ainda nao. Vejamos...

A quinta profecia diz que todos os sistemas baseados no medo sob os quais está fundamentada a nossa civilização se transformarão simultaneamente com o planeta e com o ser humano, dando lugar a uma nova realidade de harmonia.   

Esta que eu saiba ainda nao aconteceu, mas estas que se seguem estao proximas de acontecer, basta andar atento e ler as noticias! Ora vejamos...

Os sistemas falharão para que o ser humano enfrente-se a si mesmo para que veja a necessidade de reorganizar a sociedade e continuar no caminho da evolução que levará a entender melhor a Criação.

Quase todas as economias do mundo então com problemas, especulações financeiras e os salva-vidas do governo com dinheiro de bancos que estão à beira da falência, dificultam ainda mais todo esse processo.

Existem então situações de alto risco no sistema económico, e no sistema de controle de informações e se a isso acrescentarmos o aumento na atcividade do sol que pode causar danos irreparáveis nos satélites, a situação se complica.




Que tal? Eles estavam enganados? Eu ca acho que não, acho que ha qualquewr coisa que nao se entendeu, ou entao ha um desfazamento nas datas. Quero eu dizer que, ou o calendario foi mal intepretado e as datas estao erradas, ou entao, a forma de como as coisas iriam acontecer podera ser diferente. Por exemplo: Os mayas diziam que o fim seria em 21-12-2012, mas poderia ser o fim do tempo da mudança das consciencias, e nao o fim fisico (destruiçao) do planeta, que poderá vir a acontecer mais tarde, depois de outros pressupostos acontecerem.

A primeira profecia diz ainda que a partir de 1999 teríamos apenas 13 anos para realizar as mudanças de consciência e atitude necessárias para desviar nosso caminho da destruição, e avançarmos para uma nova realidade onde a vida se integra com tudo o que existe.

Vejamos,
O livro sagrado Maia - Chilam Balam - diz que, ao final do último Katum, cidades serão destruídas e, haverá um tempo de obscuridade, mas que logo chegará a seara futura - os homens do sol, que despertarão a Terra pelo norte e pelo oeste. Disseram que as palavras de seus sacerdotes seriam ouvidas por todos, como um guia para o despertar. Eles falam desta época, como o tempo em que a humanidade entrará no Grande Salão dos Espelhos. Uma época de mudanças, para o homem se confrontar consigo mesmo e analise e reveja seu comportamento consigo e com o Todo. Uma época para que toda a humanidade, por decisão consciente, mude e elimine o medo e a falta de respeito em todas as relações.

Ja aconteceu alguma coisa destas? Ainda não, nas, se repararem a Coreia do Norte ameaça entrar em guerra com a Coreia do Sul, mas tambem se repararem, muitas cidades sao ja palcos de mudança, pelas cheias, pelo fogo, pelo vento. Algumas coisas destas estão ja a acontecer.

Ao afectar-se a ionosfera, pela emissão de raios solares, produzem-se alterações em todas as comunicações de radio e televisão, porque é nesta camada que são transmitidas e reflectidas as diferentes freqüências.

Portanto, a economia e a comunicação são sistemas frágeis e interconectados com todos os outros. A rede eléctrica é especialmente sensível às labaredas solares, como ocorreu durante 9hs em todo o Kebeque em 1989.

O sistema de electricidade é a coluna vertebral de nossas sociedades contemporâneas, se um falhar, falharão um atrás do outro como pedras de dominó derrubando consecutivamente todos os sistemas. Dizem que um sistema é tão forte quanto o mais fraco de seus componentes ou elos. 


Se lerem as noticias, os cientistas andam loucos com as exolosoes solares, e dizem que so conseguem avisar com meia hora de antecedencia. Todos os sistemas podem rebentar, mas... para que acreditar que o fim pode estar aí á frente, se dá jeito nao mudarmos a nossa consciencia e ajudar o proximo e em vez disso sermos egoistas e  mantermos a ideia de que aó aos outros é que acontecem coisas más.


A 1 ª profecia anunciou que 7 anos depois do inicio do 1° katún, ou seja 1999, começaria uma época de escuridão que todos nós enfrentaríamos com nossa própria conduta, disseram que as palavras de seus sacerdotes seriam escutadas por todos nós como orientação para o despertar. Eles falam dessa época como o tempo em que a humanidade entrará no grande salão dos espelhos, uma época de mudanças para que o homem enfrente a si mesmo para fazer com que ele entre no grande salão dos espelhos, para que ele veja e análise seu comportamento com ele mesmo, com os demais, com a natureza e com o planeta onde vive.



 Na minha vida estas datas sao importantes, pois foi na ultima semana de Dezembro 1999 que quase dei cabo de mim desesperado.

Não sei se os mayas estavam enganados, não sei se estavam certos, nao sei, mas sei que a humanidade da forma que está não vai poder continuar, com toda esta desumanidade, com toda esta ganancia, com a falta de valores ético e morais, com tanta falta de amor ao proximo, com tanta falta de moralidade. Mesmo que os mayas se tenham enganado, o fim do sistema conform o conhecemos esta proximo, pois nao é possivel continuar a ver que meia duzia tem mais dinheiro que bilioes juntos, e que ha milhoes a morrer porque nao tem nada! Podem dizer que os mayas se enganaram, mas nao se enganem aqueles que persistem no egoismo, na ganancia, na mentira, na burla, o vosso fim está proximo!

Quanto a mim, os mayas estavam certos, nós é que ainda não somos capazes de perceber como é que eles tinham tanto conhecimento, como o adquiriram, e como é que o transmitiram! Somos tão ignorantes, mas pensamos que somos seres que por conseguirmos umas licenciaturas e uns mestrados, ja somos uns cerberos como nunca houve. Pena de nós!

Miro Couto



07 março, 2013

As vezes



As vezes queremos justificar quem somos porque nos difamam
as vezes precisamos se entender porque vagueamos pelo mundo
as vezes precisamos entender porque estamos em determinado local
e perceber porque passamos pela vida das pessoas.
As vezes sentimo-nos enormes, demasiado enormes
as vezes atingimos os objectivos e sorrimos de felicidade
porque vemos no olhar daqueles que quando estavam mal amparamos
as vezes damos tudo a quem nao compreeende nada
as vezes, conseguimos vencer o dia dia, porque os outros estao bem
as vezes os dias demoram  a passar, porque perdemos força de alentar
as vezes queriamos ser Deus, e mudar o mundo e a vida, e que tudo fosse certo
mas a nossa pequenez nao percebe a grandesa e a imensidao de Deus
as vezes, somos herois levados em ombros pelos que se refletem em nós
ou que veem nas nossas actitudes algo que gostariam de ser capazes
as vezes, somos empurrados para o lixo, somos empurrados para a lama
mas tudo nao passa de uma escola. onde teremos todos de aprender
as vezes sofremos sem que queiram que isso aconteça, as vezes
as vezes sofremos porque os que ainda nao sao grandes nos invejam
as vezes somos diminuidos das nossas possibilidades, as vezes
as vezes pensamos que a luta que travamos, que a moralidade que temos
que o conhecimento e a vontade de vencer os obstaculos onde infelizmente
outros sucumbiram por nao ouvirem os conselhos sabios dos amigos de luz
as vezes apetece cair e deixar rolar o corpo de tao esgotado que está
outras vezes esgotados do esforço de lutar por um mundo melhor
a revolta se instala e apetece pegar em armas e rebentar com tudo
mas sabemos que isso nada resolve e a angustia permanece
as vezes pensamos que deaparecer, e nao nos lembrarmos de quem somos
poderia apaziguar a dor e o sofriemento que passamos
as vezes queria ser apenas aquele rapaz que sorria e lutava com fervor
que trabalhava incansavelmente para construir algo
que achava que o mundo poderia ser meu se trabalhasse para isso
e a alegria de vencer me tornava eterno
as vezes sou homem, humano, sensivel, dorido, cheio de mazelas que tento ultrapassar
as vezes, nao consigo e deixo-me vencer para que alguem me pegue ao colo e me diga, calma
sim, quem me pega ao colo e me leva quando ja me falta a força para combater
e a esperança de conseguir se afasta, nao irremediavelmente, pois sei porque estou aqui
as vezes gostava de ser perfeito aos meus olhos, porque aos olhos dos outros, serei sempre o reflexo das suas imperfeiçoes, e a cobiça dos meus predicados se torna em inveja
as vezes queria ser diferente, mas assumo os meus pecados e sou APENAS EU!

05 março, 2013

Um professor de economia americano (deve ser como o camelo lorenciu)




Circula na internet um texto de um professor americano (só podia ser) que tenta explicar de forma completamente tendenciosa que o socialismo nao pode funcionar. Estes cretinos, ate sabem escrever tendenciosamente, mas tem de perceber que nem todos se deixam embalar nas suas tretas!

Aqui vai|

 .....

Um professor de economia em uma universidade americana disse que nunca havia reprovado um só aluno, até que certa vez reprovou uma classe inteira.

Esta classe em particular havia insistido que o socialismo realmente funcionava: com um governo assistencialista intermediando a riqueza ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e justo.

O professor então disse, "Ok, vamos fazer um experimento socialista nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos suas notas nas provas." Todas as notas seriam concedidas com base na média da classe, e portanto seriam 'justas'. Todos receberão as mesmas notas, o que significa que em teoria ninguém será reprovado, assim como também ninguém receberá um "A".
Primeiro erro, o Socialismo nao quer que a notas de um aluno sejam dadas para média, isto é a maneira de nos induzir no erro!

Após calculada a média da primeira prova todos receberam "B". Quem estudou com dedicação ficou indignado, mas os alunos que não se esforçaram ficaram muito felizes com o resultado.

Ou seja, estando logo que a média é imposta, tudo esta errado mas mesmo assim vejamos. Os alunos que tiveram excplicaçoes por ter dinheiro, nao se esforçaram, apenas tinham dinheiro para comprar explicaçoes. Os outros, tinham de ir para casa e ajudar os pais para sobreviver. Isso faz deles menos capazes?

Quando a segunda prova foi aplicada, os preguiçosos estudaram ainda menos - eles esperavam tirar notas boas de qualquer forma. Já aqueles que tinham estudado bastante no início resolveram que eles também se aproveitariam do trem da alegria das notas. Como um resultado, a segunda média das provas foi "D". Ninguém gostou.

Aqui os "preguiçosos" São so empregados dos papas dos ricos, que tiveram de trabalhar ate as duas da manha e levantar.se as 7, para irem para a escola, pois nao tem carro proprio e tem de se levantar mais cedo para chegar a escola como os outros que tem motoristas particulares que os levam!

Depois da terceira prova, a média geral foi um "F". As notas não voltaram a patamares mais altos mas as desavenças entre os alunos, buscas por culpados e palavrões passaram a fazer parte da atmosfera das aulas daquela classe. A busca por 'justiça' dos alunos tinha sido a principal causa das reclamações, inimizades e senso de injustiça que passaram a fazer parte daquela turma. No final das contas, ninguém queria mais estudar para beneficiar o resto da sala. Portanto, todos os alunos repetiram aquela disciplina... Para sua total surpresa.

Claro seria que, Estando esgotados, os alunos que nao comem e nao tem tempo para estudar porque tem de trabalhar e nao estao nas mesmas condiçoes que os filhos dos papás, as medias nao sobem claro!

O professor explicou: "o experimento socialista falhou porque quando a recompensa é grande o esforço pelo sucesso individual é grande. Mas quando o governo elimina todas as recompensas ao tirar coisas dos outros para dar aos que não batalharam por elas, então ninguém mais vai tentar ou querer fazer seu melhor. Tão simples quanto isso."

O professor, burro como o Relvas, nao explica que os alunos menos favorecidos e das classes mais pobres, nao tiveram as mesmas condiçoes que os ricos, e portanto estupido que nem uma bota, apenas avalia o rendimento das notas e nao o esforço que leva ao mérito de as ter, o que a ser bem avaliado, um pobre com um 12, significa mais que um rico com 20.

1. Você não pode levar o mais pobre à prosperidade apenas tirando a prosperidade do mais rico;

1: Se voce ajudar de maneira a que nao sejam necessarios escravos e derem as mesmas possibilidades a todos, a porsperidade avança, sendo reconhecidos pelo mérito em condiçoes iguais e nao pelo poder económico que tem.

2. Para cada um recebendo sem ter de trabalhar, há uma pessoa trabalhando sem receber;

2. Ora se aqueles que se matam a trabalhar para que os outros possam ter explicadores privados, ou seja, quem recvebe sao os ricos, que levam o esforço de quem nao tem e nada ou pouco recebem pelo trabalho que fazem. (um rico pode nao fazer nada para ganhar dinheiro, um pobre por sua vez, nao consegue ganhar dinheiro nem trabalhando muito, isso é igualdade de oportunidades?

3. O governo não consegue dar nada a ninguém sem que tenha tomado de outra pessoa;

3. O governo nao deveria tomar de quem produz o pouco que recebe, e dar a quem ja tem muito para a distancia ser ainda maior, isso é ganancia e estupidez!


4. Ao contrário do conhecimento, é impossível multiplicar a riqueza tentando dividí-la;

4. Ao contrario deste Relvas Americano, é possivel aumentar a riqueza se todos tiverem mais formaçao, se todos tiverem masi conhecimento, mas o conhecimento nao faz escravos e isso nao da jeito, dá jeito haver escravos para servirem quem nunca soube fazer nada mas herdou dinheiro!

5. Quando metade da população entende a idéia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação.

5. Quando metade da populaçao entende a ideia que tem direito a ter escravos para manter o seu nivel de vida, e usa todas as formas de manter esse servilismo, matendo policias e militares para poderem perpetuar os seus redimentos, entao essa naçao precisa de mudar, pois conforme vai mudando o conhecimento, conforme a sabedoria cresce nas pessoas, menos servis se tornam os seres, pois o conhecimento é luz, e a luz te liberta, a luz faz de ti um ser unico, e nao servo de ninguem! Com conhecimento, nao necessitas de servir quem vive apenas do poder, porque tem dinheiro, com conhecimento terao de ser eles a servir-te, pois tu que sabes e tens conhecimento, nao precisas de ninguem para sobreviver!






Como ja disse muitas vezes, o Socialismo ou o comunismo sao utopias, nao porque nao sejam bons sistemas, mas porque as pessoas nao tem formaçao moral, para nao deixar que os EGOS de se sobreporem aos outros pervaleçam. Só quando os seres humanos perceberem que sao todos irmaos, só aí e possivel ser comunitário!