01 setembro, 2013

Estar desempregado, falido, ou doente.



A sociedade que temos, nao tolera gente "falhada" seja que sejam desempregados, falidos ou doentes. A sociedade, impõe que se nao estas a fazer nada, és um imbecil, sim imbecil, porque se nao estas a fazer nada (ainda que estejas, mas que eles nao vejam) e porque es um falhado, um desprovido de inteligencia, um marginal. Não obstante a sociedade de hoje tenha a tendencia de dar importancia a quem tenha algum sucesso, mesmo que esse sucesso nao represente nada demais, ainda ha aqueles que continuam a por e a dizer que gostam de frases bonitas, tipo,...saber esperar é ter a força dos leoes quando caçam... ter fé, e saber ultrapassar as feridas, é para os grandes... enfim paletes de maximas que nos infligem todos os dias os murais das redes sociais, mas que depois, quando aparece alguem nessas circunstancias, a critica e a observaçao critica são as vezes fulminantes.
    A experiencia da vida, ensina que so passando pelos problemas os conseguimos avaliar, pois se tivermos eem conta que se lidarmos com pessoas serias e com ombridade, e lhes perguntarmos se gostam de estar sem fazer nada e inventar o que fazer para ocupar as horas que lhe sobram disponiveis para nao andar a pensar em desgraças. provavelmente vos dirão, que nao haverá maior pesadelo que esse. As vezes as senhoras falam de que nao ha pior problema que inventar o que cozinhar todos os dias e fazer escolhas nesse sentido, mas, acreditem que quem estiver metido numa cama doente, por força de se curar, ou quem estiver desmpregado, sem poder sentir-se util ou agradavelmente ocupado, ou com pelo menos a mente ocupada, e vão perceber porque é que a grande parte dos suicidios acontecem, pois quando sobra muito tempo as pessoas, e nenhum dinheiro para poderem ocupar-se seja no que fôr, os pensamentos mais obtusos tendem a aparecer e a dominar-nos. Sei que ha muita gente que faz a critica pela critica e nao tem a intençao que querer magoar, mas porque se preocupa, quando ao invés de criticar, deveria se calhar perguntar o que falta, o que sente, o que vai na alma, e em que poderia se calhar ajudar para que isso nao se notasse tanto. As vezes, uma simples reparaçao doméstica, resolvida, serve para levantar o ego de quem esta em baixo, ou entao, a palavra que aparece do nada, de alguem a quem no passado demos a nossa presença e o nosso "colo" e que parecendo vir do nada, nos conforta, nos da força, nos da alento para empurrarmos a vida para a frente, na esperança que um dia, sejamos resgatados, por qualquer coisa que aconteceu, e que mudou totalmente o sentido da vida que levava-mos. A natureza das pessoas, fraca por defenição, é que quando as pessoas passam de vencido a vencedor, aparecerem a dizer textualmente, sempre acreditei em ti, sempre confiei que eras um heroi, sempre vi que eras um resistente, quando, uns dias antes, parecia que tinhamos repelente colado ao corpo.   
A vida ensina, que ha ditados que sao populares por alguma razao, pois os ditados populares foram criados a partir da experiencia e sapiencia popular, e quando eles dizem... não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe... provavelmente, foi porque ao longo dos tempos, assim foi, e a repetiçao de casos, é que faz com que a soma dos catetos, ops, faz a sabedoria popular. Claro que aqueles que hoje se sentem desprovidos de energia, que lutam mentalmente o mais que podem para poder sair da situaçao má em que se encontram e se sentem enxovalhados as vezes, amanha, quando as coisas mudarem, nao serao capazes de excluir os seus carrascos mentais, pois, se estão em alguma provaçao dessas, e porque ja tem costas para a cruz, logo serao seres mais evoluidos, e nao se deixarão cair nessa ratoeira, mas, convem que nao mostrem os dentes, com a boca toda aberta, e façam perceber aos outros, que um dia estavam no chao, e foram motivo de chacota, motico de critica, motivo de escarnio, e que nessa altura sim, e que precisavam do conforto das palavras ao invés da pressao estupida, que a sociedade, desiquilibrada de valores se encarrega de fornecer para humilhar e rebaixar. Até lá, os JO deste planeta, terão de se aguentar, como se aguentou o JO, e aguardar os dias de sol que hao-de vir. Quando vierem... permitem que nao nos esqueçamos de que quem esta no chao, nao precisa que lhe ponham pesos em cima, e como sempre disser e escrevi ha varios anos ... se o amor é um sentimento elevado, não quero ver ninguem no chão...

3 comentários:

Martinha Marques disse...

Sigo teu blog diariamente e este teu texto é muito bom, gostaria que fosse lido por várias pessoas de minha nacionalidade, principalmente por aqueles que se deixam enganar facilmente movidos pela ingenuidade.

Martinha Marques disse...

Sigo teu blog diariamente e este teu texto é muito bom, gostaria que fosse lido por várias pessoas de minha nacionalidade, principalmente por aqueles que se deixam enganar facilmente movidos pela ingenuidade.

acbelix disse...

Pode levar. Tudo o que escrevo, pode ser partilhado, se servir para ajudar uma pessoa, ja valeu a pena, se servir para ajudar muitas... ja valeu muitas vezes a pena! ;)