19 janeiro, 2008

Nada acontece por acaso

Quando fui presidente de uma cooperativa de habitação e conclui a construçao de 26 casas unifamiliares, nunca pensei que essa experiencia me viesse a fazer falta para o futuro, pois depois do objectivo concluido que era a entrega das casas aos cooperantes, e porque entre esse objectivo era o de ter a minha casa também, e como não pretendia ser dirigente de qualquer outra organização, pois nunca andei atras de estatutos, vejo-me hoje a encontrar os sinais do que de facto pretendo construir, e, vejo também, que todas as profissões que tive, e todos os conhecimentos que adquiri, não foram ao acaso.
Pesquisando na internet, dei conta de um site que descreve exactamente o que tenho falado com os meus amigos mais próximos, de uma ideia que me persegue a bastante tempo de criar uma comunidade de pessoas (tipo aldeia) auto suficiente, mas, não desprezando a tecnologia que até aqui adquirimos.
Encontradas as bases, encontrados alguns preceitos, bem... meninos e meninas, tenho dito que é preciso fazer pesquisas sobre todos os processos de agricultura, de plantas medicinais, de fiação, de ceramica entre muitas outras, e, agora ja sabemos que vamos precisar de 2 hectares por pessoa (+-) e que o numero de familias seria perto das 52, ou seja, 52 habitaçoes familiares, para agregar essa comunidade.
Pode-se perguntar porquê 52?, é um numero que nao me sai da cabeça, e se calhar porque também é nos meus 52 anos que a ideia esta a ganhar forma.
Vamos la pesquisar com força que o tempo é curto, aprender o mais possivel, e logo que venha o sinal mais forte que deve estar a vir, começar a dar forma a este projecto, que nao será um sonho, mas uma realidade, e que Deus nos ajude.

beijos a quem é de beijos e abraços a quem é de abraços

Miro

6 comentários:

Anónimo disse...

Uma comunidade fraterna!
Entre irmãos!
Quero fazer parte disso!
Fantástico!


Bjoca GRANDE

carla

Anónimo disse...

Vou dar o melhor de mim neste projecto: dedicação e amor.

Beijinho,
Ana Gabriel

dita disse...

Miro
Conta comigo! Espero vir a ser uma dessas 52 famílias. Pelo menos, vou começar já hoje com o meu contributo.
beijo muito grande e muita força

gervásio filisteu disse...

Nada que já não me tenha passado pela cabeça muitas vezes no passado...

Lembro-me que na altura dos filmes do Senhor dos Aneis fiquei fascinado com as aldeias dos hobbits e com a ideia de casas semi-subterrâneas com arquitectura curvilínea...

Depois de alguma pesquisa descobri isto, no site do Roger Dean (mais conhecido pelas capas dos YES, mas que também faz outras coisas) e gostei bastante deste conceito de arquitectura curvilínea e da ideia dele em aldeias auto-suficientes.

Anónimo disse...

hum... me gusta! :D mas sabes que pra onde eu vou, os meus bebes vao comigo! :D se nao for incomodo, nos vaoms! ehhehe
nahu nahu
bejokas
Carla

Anónimo disse...

A palavra comunidade sempre me fascinou!
Vai ser interessante....
"hoje eu tive um sonho, foi o mais bonito que eu sonhei em toda a minha vida!..."
Vamos nessa :)
Há sonhos que se sonham para sonharmos dia a dia e torna-los realidade!
Conta comigo!
Não sou nada de especial....mas apetece-me fazer parte deste teu sonho!
Beijo GRANDE
>*<

carla