06 agosto, 2009

A a fodite


Quando a a fodite se chega perto da vé nus, o putão fica cheio de vontades esquesitas e fica no ponto de Mate. Assim, a quasi opeia cheia de ciúmes compra um Fod ka e vai até o mecuíu atingir o seu ponto mais alto. O mecuio vé a quasi opeia com um Fod ka e diz-lhe que Fod que é Fod devia ser mon dio, e não um pequeno Fod ka. A a fodite zangada e com ciúmes diz a Putão que tb quer um Fod, ao que Putão responde que Fod ka é bom e que a a fodite não se zangue que ele compra um outro, mas a a fodite não quer, e grita que só Fod, Fod obiste só Fod, e quer um Fod ka. O Putão fez-lhe a vontade e foram os dois muitos felizes com o Fod ka.


beijos a quem é de beijos e abraços a quem é de abraços e Fod Ka a quem merecer


Miro

2 comentários:

elsa disse...

lol.....e entao aparece o FOD À LÀ

do deserto e fecunda o esquema tdo...a Fodite entusiasmada delicia-se de prazer com o Fod À LÀ e foram os tres felizes para sempre umas vezes FOD Ka outras FOD À LÀ.........lol....beijos gaijo gosto muito de tuuuuuu....
namastê
elsa

Ana Coelho disse...

Só consigo dizer: KUM CARALHO!