03 outubro, 2005

Pois.....

É fedidio quando queremos o melhor da cozinha, mas como de costume a última hora nos sai tudo ao contrário, e desta vez a culpa, sim a culpa é do Pedro que me disse que servia se cicerone e fez com que eu não pudesse estar na cozinha a tratar convenientemente quer das favas quer das costoletas, que ... esturricaram um cadinho, mas.... estavam bem temperadas. A minha verdinha rita esqueceu-se de olhar para dentro do forno, e enfim... quem quer vai que não uqer manda.... sorte a dela... e que a amo muito... ... mas a culpa é do pedro... desta não é do Vitor é do Pedro.... ai pedro que vais terde aguentar com as favas que sobraram ate ao ano que vem.
Mas que o convívio foi bom... acho que foi, e também acho que todos perceberam, uns mais que outros, que a ideia era dizer-vos que gostava mesmo de vós, e que gostava que todos se conhecessem e trocassem palavras para se entrosarem melhor e fazer com que a família fosse de facto maior.
Peço desculpa por alguma coisa que nao estivesse bem, mas, como sou optimista, desafio-vos a fazer um jantar para 32, e que nao se esqueçam de3 me convidar.

Beijos a quem é de beijos, e não se esqueçam..... GOSTO MESMO DE VÒS

3 comentários:

Ana Coelho disse...

olha agora... eu disse t kkem cozinhava era o Rui, tu duvidas-t... deu no que deu!
já agora, devo-te dizer que a culpa é sempre do vitor e se procurares perceber pk a falha do pedro quase de certeza que vais descobrir o dedo do vitor...lolol
beijos
e o jantar foi maravilhoso

Feituxas disse...

A favada...
É incrível como uma favada me faz viajar no tempo. Ah poizé!! Não sei porquê, fez-me lembrar dum caldo verde k ainda hoje é komentado " ah e tal fui comer um caldo verde e tal, e saiu-me um panelão com meia dúzia de tirinhas de couve a nadar lá dentro".
Tazaver, tazaver, mano? ká se dizem ká se pagam, trungas!
Mas sabes k mais? O caldo verde e a favada tiveram mais uma koisa em komum...foram feitos kom karinho e a pensar nas pessoas k o iam komer, pena é k o pensamento foi tão forte k distraiu os kozinheiros e lixou o tacho.
Mas valeu, mano. Távamos kom saudades tuas, e até komia as favas kruas só pra estar kontigo.
Bjokas

kikoio disse...

Olá Mirito,

Mas haverá alguém que tenho ido a tua casa pelas favas? Acho que para estarmos contigo, roubando a expressão da tua mana, comeríamos todos favas cruas se fosse preciso!

Aliás eu adorei as favas: se estas estavam assim-assim, então estou louco pra provar as boas!

Infelizmente não vou poder fazer um almoço no próximo sábado, tal como te tinha falado: a casa não é minha e logo tenho que me adaptar... mas assim que tenha uma casa só minha, a coisa muda de figura.

A tua amizade - com ou sem favas (ou antes, mesmo quando tinha algumas "favas" pelo meio) - é muito importante (decisiva) para mim. Embora por vezes eu tenha dificuldade em manifestar os meus sentimentos, nunca duvides disso.

Aquele abraço
Carlos