21 outubro, 2006

Recordar é viver

Ontem revi a minha verdinha do norte, acompanhada de outra nao menos verdinha (porque tb gosto de ti) helena com o seu respectivo, e que me fez lembrar tempos de outrora, quando uma grande familia se criou no espaço onde nós convivia-mos como irmãos.
Foi bom recordar, mas tb foi bom saber que os filhos prodigos acabam sempre por aparecer na casa materna, e que quando é amor, nada mas nada mesmo o pode destruir ou acabar com ele, e para vós, que me porporcionas-te um bocadinho de saudade e de saudosismo saudavel, espero que este seja o recomeço do que se perdeu com o tempo por razões que as vezes a propria razao desconhece.
Espero sinceramente voltar a ter os momentos de alegria e de prazwr da cmpanhia de todos os verdinhos, e francamente, se querem a minha opinião, nada acontece por acaso, e como sempre disse, o que é verdadeiro vem sempre ao de cima, e se de facto havia amor, então ele voltara.
Fiquei feliz por ver que a naio menos verdinha, esta acompanhada de alguem de bons valores, e de bom coração, Fiquei feliz por ti Helena. Espero que sejas imensamente feliz, e que ele saiba bem o que representa esse teu sorriso, e o brilho dos teus olhos.

Amo-vos

Miro

4 comentários:

Yolanda disse...

Ola Acbc...
Ainda não consegui fechar a boca de espanto...
essa fulana (Eu) não te curte mesmo...
O melhor que tens a fazer é ignorá-la.
Beijos

acbelix disse...

Não é uma fulana, é um fulano, mas enfim, nao é para ignorar, porque se ignorarmos que ha gente muito má, acabamos por estar sugeitos a vontade mesquinha deles, se reparares, começou por fazer-se passar por alguem que nao era, e depois de uma maldade, diz que nao é por maldade, mas logo a seguir revela-se, portanto, nao é para ignorar que ha gente assim, que só vive tentando destruir os outros para se valorizar, mas, sim é para ignorar a pessoa, e nao a querer ver nem a ter perto, embora foi exactamente por isso, que se sente cada vez com mais frustração, porque nao consegue denegrir o tempo todo, e se Deus quiser, tudo voltará ao normal.

Miro

Anónimo disse...

AINDA BEM ESTÁS FELIZ E TUDO SE RECOMPÕE.

Ana Coelho disse...

Ora bem...
A Geni, a minha manita querida! Tenho mesmo saudades dela... ainda estou à espera da estadia dela cá em casa, bem mas não é só a ela que espero, na lista contam nomes como: Pedro, Vitor, Miro, Geni, entre outros.
Gostava mesmo de estar aí mais perto. Gostava imenso de vos abraçar a todos com os meus bracinhos lingrinhas. Mostrar que vos amo imenso e que as saudades são mais que muitas. E quero te garantir, Miro, que a famíla não acaba nunca, que somos sempre irmãos dos que estiveram, dos que estão e dos que estaram.
Amovos