12 dezembro, 2005

Para ti

Tu que melhor sabes quem sou
que conheces meus pendores
que entendes minhas dores
e sabes a quem me dou

tu, que sabes os meus segredos
que me conheces bem fundo
percebes todos os meus medos
e me queres dar o teu mundo

tu, que te dóis quando eu sofro
e que choras, quando me queixo
que es bastião que eu porto
es mulher que eu não deixo

que partilhas alegrias,
e amarguras também
todas as minhas fantasias
que até veem do além

só podes ser tu acredita
quem me disseram um dia,
que se esperasse veria
como meu coração palpita

simplesmente chegas-te
nao dei por ti, nem liguei
nao eras mulher do meu tipo
isso foi o que pensei

nao despertavas interesse
apenas, amor e a amizade
e sem que me apercebesse
ligo-me até a eternidade

que a quem pedi que mandasse
alguem muito especial
nao pedi que antecipasse
o presente de Natal

beijos a quem é de beijos

Miro

2 comentários:

O TEMPO disse...

Essa inspiração...Bem haja pelo sentimento positivo que consegues imprimir às palavras.

P.S.: Parabéns pela mudança da música...transmite mais paz...

acbelix disse...

Perguntei eu ao tempo, quanto tempo o tempo tem, e o tempo respondeu que tem todo o tempo que tem, sera que es o tempo de alguém?
;)

obrigado, mas a musica é mesmo fruta da época, porque o meu lado insatisfeito e de querer ver as coisas sempre melhor, e o meu sentido critico, impede-me de nao meter musica que critique o sistema, e os sistemados. Bem hajam e beijos a quem é de beijos