10 fevereiro, 2006

No teu regaço

Soltei a minha dor, e minha angústia
deixei fluir em ti todo o meu ser
e acredita que o que mais me faz sofrer
e nao poder ter-te comigo como queria

abri o meu peito, para que entendas
do que tento proteger-te a meu lado
e por isso muitas vezes fico calado
a ver se acabam estas contendas

dói demais nao poder dar-te o mundo
partilhar a alegria doutra forma
poder partir a descoberta sorrindo
e ver que tudo em mim amor se torna

queria ver a felicidade nos meus amigos
queria sentir que estavam bem
queria que nao olhassem p'ros umbigos
mas que se amassem também

e quando fõr a realidade
de olhar para o lado e ver só luz
então é porque essa claridade
é fé e amor que se traduz

e contigo, de maos dadas contruía
uma nação de gente com amor
onde tudo o que mexesse fluía
e onde nao pudesse haver dôr.

Espero que minha fé nao atraiçoe
os sonhos que contigo eu formei
e que a minha alma toda se doe
a ti, e ao amor que eu te dei

Miro

2 comentários:

Anónimo disse...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

Anónimo disse...

Interesting site. Useful information. Bookmarked.
»