13 fevereiro, 2006

Renegação, resignação e indiferença

ja tenho falado varias vezes que estou a ser julgado por ter denunciado a GNR de determinada localidade de portugal, e, naturalmente, porque disse que aquilo era um clima de terror que se la vivia, estou com dificuldade em ter quem vá testemunhar os factos que eu assiti, porque as pessoas teem medo de represálias. Posto isto, e porque precisava de estar bem comigo e com a minha consciência, fui a procura de dois textos muito bonitos sobre a RENEGAÇÃO, a RESIGNAÇÂO e a INDIFERENÇA, no evangelho de Jesus, e, se leram o evangelho, a determinada altura Jesus vira-se para um dos apóstolos e lhe diz:

"33 Mas Pedro, respondendo, disse-lhe: Ainda que todos se escandalizem de ti, eu nunca me escandalizarei.
34 Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que esta noite, antes que o galo cante três vezes me negarás.
35 Respondeu-lhe Pedro: Ainda que me seja necessário morrer contigo, de modo algum te negarei. E o mesmo disseram todos os discípulos"


68 e outros o esbofetearam, dizendo: Profetiza-nos, ó Cristo, quem foi que te bateu?
69 Ora, Pedro estava sentado fora, no pátio; e aproximou-se dele uma criada, que disse: Tu também estavas com Jesus, o galileu.
70 Mas ele negou diante de todos, dizendo: Não sei o que dizes.
71 E saindo ele para o vestíbulo, outra criada o viu, e disse aos que ali estavam: Este também estava com Jesus, o nazareno.
72 E ele negou outra vez, e com juramento: Não conheço tal homem.
73 E daí a pouco, aproximando-se os que ali estavam, disseram a Pedro: Certamente tu também és um deles pois a tua fala te denuncia.
74 Então começou ele a praguejar e a jurar, dizendo: Não conheço esse homem. E imediatamente o galo cantou.
75 E Pedro lembrou-se do que dissera Jesus: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E, saindo dali, chorou amargamente.


Ora, aqui esta como alguém disse que ate morreria por Jesus, mas quando depois ele estava para ser crucificado, foi abandonado pelos seus apostolos, porque, nao tiveram a coragem de morrer pela verdade, e nao tiveram a dignidade de dizer o que deviam com medo da cruz, parece que dois mil anos depois, ainda ha quem tenha medo de perseguições, e quem nao faça frente as ultrajantes situações, porque teem medo de enfrentar o poder. Será que se teria feito um 25 de Abril em portugal? Será que se nao houvessem homens e mulheres de coragem, nao estaríamos ainda hoje no obscurantismo, e debaixo de uma ditadura cruel?..
Bem, mais adiante, na minha procura, resolvi tentar perceber porque é que eu nao consigo ficar calado quando vejo a injustiça, e como digo no meu tópico, quando vejo gente hipócrita, ou situações de hipocrisia, e, cheguei ate este texto com base na mesma origem, mas traduzido a letra, para que se compreenda melhor:
"Bem-aventurados os que têm fome e sede de Justiça, porque serão fartos.”(Mateus, V, 6.)
Bem-aventurados os que se revoltam contra a injustiça, mas são resignados e calmos.
Ai dos indiferentes, dos acomodatícios, dos covardes, dos servis, que em proveito próprio aplaudem a injustiça!
e que podem ver nesse site, o desenvolvimento do que eu quero dizer, e, assim ja entendo, porque é que sem me dar conta, no meu íntimo, me aparece como uma mola, a necessidade de nao abdicar da justiça, e de nao meter a cabeça na areia como a avestruz, mas dizer onde se deve dizer, que isto está mal, e nao abdico desta postura, porque hoje sou eu a ser injustiçado, mas amanhã serão os meus filhos a se-lo, se eu nada fizer para combater isso, e depois nao poderemos dizer que nao sabíamos, que nao é não é nada connosco.
Terá necessáriamente de fazer parte de uma sociedade livre e justa, a capacidade de denunciar actos vis, e cabe-nos a nós simples cidadãos deste planeta, obrigar os nossos representantes políticos a fazer o que devem, para que nao se repitam situações alvitrantes, em vez, de eles também, meterem a cabeça na areia, e lhes passar despercebido o que de muito mau se passa neste país, porque um dia, também eles terão de pagar pelos seus actos, e pelo bem que nao fizeram, ou pelo mal que deixaram fazer, pois a escolha de serem dirigentes politicos foi deles, nao estão lá por obrigação de terceiros, nem coagidos, e portanto, um dia destes, na proxima encarnação provavelmente, andarão a sofrer todas as coisas das quais nao foram, e podiam eliminar, que Deus tenha piedade de todos eles.

beijos a quem é de beijos

2 comentários:

Anónimo disse...

Really amazing! Useful information. All the best.
»

Anónimo disse...

Greets to the webmaster of this wonderful site. Keep working. Thank you.
»