14 setembro, 2005

Quando eu fôr grande quero ser

Quando eu fôr grande quero ser alguém que saiba mudar o mundo
alguém que use de todo o poder que tiver para denunciar o mal tenha ele a forma que tiver
quero ser alguém que ampare nas mãos os desprotegidos
que possa fazer ver aos outros o que é o amor
que possa deixar testemunhos e seguidores, da caridade, e da humildade
que possa fazer pensar os que nos destróim pelo dinheiro, que um dia pagarão por isso
poder mudar as mentalidades, que ainda estão animalizadas, e torna-las mais humanas
construir um mundo onde não exista a pobresa, a miséria, a solidão, o abandono de ninguém
nao desistir de lutar pelas coisas em que acredito, apesar de saber que pouco mudarão
e que cada palavra arraste mais um lutador pela mesma questão
e que consigamos fazer deste planeta moribundo cheio de amarguras
um paraíso onde sejamos felizes

beijos a quem é de beijos

2 comentários:

Ana Coelho disse...

Quando eu for grande quero ser todos num só!
Quando eu for grande quero me deitar e sorrir, lembrar e partir à procura de vós!
Quando eu for grande tenho a certeza que vou recordar... cada momento, cada gesto que fizes-te por mim!
beijos*****************

P.S. - A bruxa malvada está a aormentar-me de novo! Mas sabes que não posso falar!****

O TEMPO disse...

Quando for grande quero adormecer tranquilo, na expectatitiva de acordar voltado para fora.
Quero olhar o mundo com uma permanente busca de mais oportunidades de trabalho.
Quero sentir que cada minuto meu é um tesouro que posso dar aos outros, assim o saiba utilizar sem pensar em mim.
É "só" isso que custa mais alcançar...é "só" isso que faz a Justiça deste jogo.