19 setembro, 2005

Verdinhos e companhia

São cada vez mais os moçoilos
com que as moçoilas convivem
são uns pedaços de bolos
são uns doces, acreditem

cada vez sao mais numerosos
cada um com seu perfil
sao meus amigos amorosos
e pertencem a um covil

são pedras daquele bar
que com fumo entranhado
faz perder o coração
a qualquer embriagado

são miudos de bondade
de coração bem cheio
e so tenho um receio
que se perca a irmandade

gostam uns dos outros
amam-se, e querem-se bem
e eu que não sou ninguem
amo-os mais que os outros

gosto de todos, demais
sao parte integrante de mim
parecem bando de pardais
a brincarem no meu jardim

para vós que jovens sois
acreditai, ide por mim
que o que tendes é pois
uma amizade sem fim


beijos a quem é e beijos

3 comentários:

Ana Coelho disse...

:) Verdinhos somos e temos muito gosto e muito orgulho em existir alguem como tu para nos partir a cabeça e nos foder as orelhas!
Tenho saudades vossas, cada dia mais...
O jantar, ou melhor, a Favada está em pé ou vais mesmo mandar-me à fava!'

Holland disse...

Tá fantástico ;)

Tecas disse...

Amei!!!
Beijocas