16 janeiro, 2006

Lealdade, humildade e simplicidade

Um dia, num belo jantar entre amigos, e como ja vem sendo costume, andamos sempre as turras para fazer um brinde, e normalmente empurramos uns para os outros para apelar ao brinde, mas no fim acabamos por cada um de nós fazer o repectivo desejo, e brindamos a isso!
Num desses jantares, um amigo meu, virou-se para mim e para a esposa, e disse: vamos brindar á Lealdade, humildade, e simplicidade!
Depois de feito o brinde, e de termos bebido a isso, estivemos a divagar durante algum tempo sobre o que referia de facto o brinde, e como somos gente de bem, e verdadeiramente amigos (cada vez mais), acabamos por reflectir que, sem lealdade de uns com os outros, não podemos de facto contruir a amizade, porque nemhuma amizade se pode basear em pedras falsas, ou em alicerces podres, a humildade, porque se nao formos humildes, e dermos a mao a palmatória quando erramos, nao somos capazes de por de lado o orgulho, e então, ao minimo problema, apareceriam as zangas, porque a intolerancia acabava por ter lugar, e as vezes poderia fazer-se uma tempestade num copo de água, a simplicidade, porque mesmo as coisas mais importantes, são simples, porque entre amigos verdadeiros, as coisas mais difíceis, são normalmente tratadas com transparência, e correcção, e por isso mesmo, tornam-se simples, mesmo quando a partida as achamos impossíveis de ultrapassar.
Posto isto, a melhor forma de cultivar-mos a amizade, é sem dúvida a transparência, porque nao dá lugar a dúvidas, não dá lugar a sentimentos ou percepções erradas, não da lugar a mexericos, porque quando somos transparentes, somos leais, somos humildes, e somos simples, e, é dessa forma que sonseguimos manter as nossas relacções por muitos e longos anos, quando sabemos respeitar os nossos amigos, os nossos companheiros, e os tratamos como de família fossem, se nao quantas vezes até mais que isso. São longos os exemplos que vos poderia mostrar em como uma verdadeira amizade se contrói, mesmo com divergencias, e, por altura do meu ultimo aniversário, quando cheguei a casa com tres amigos, o meu melhor amigo e eu, estavamos em desacordo com algumas coisas, mas, ambos fomos dormir com um sorriso, que suplantava todas as divergencias, porque no essencial, aí, nunca somos divergentes, que é na lealdade, na humildade e na simplicidade, porque todas as grandes pessoas, sao simples.
Já agora, EU BEBO A ISSO!

beijos a quem é de beijos

PS: Cada amigo que conseguimos trasportar no nosso coração, é um tesouro. Os meus amigos sao aqueles que eu conheço bem, posso nao estar de acordo com eles, respeito-lhes os defeitos que eu acho que tem, e mesmo assim, ainda gosto deles!

2 comentários:

Nuno Pereira disse...

assim sendo, vamos buber a isso amanhã? hoje não pode ser porque a tua mãe fáz anos, um beijinho para ela.
grande abraço
Nuno Pereira

Focke-Wulf disse...

de facto são trÊs alicerces muito importantes numa relação de amizade, se não basilares mesmO!

bebes a isso e eu acompanho, e espero ter maturidade para me revestir destas caracteristicas, pois de facto são fulcrais para a manutenção das relações humanas e da vida em grupo!

um abraço

P.S.: istod e só amndar beijos a quem é de beijos é preferencias, amnda tambem abraços a quem é de abraços=P!!!!!