23 janeiro, 2006

Se nao enfrentamos a injustiça sem medo, somos nós ou os nossos a ser injustiçados!

Este post tem a haver com um Julgamento que se esta a efectuar, onde eu que lutei e denunciei uma ijustiça, estou a ser réu de uma acção contra mim metida por 21 GNR's, porque sentem apoio do proprio tribunal, e estão a ser encaminhados a dizer o que devem dizer, pela representante do ministério público, por forma a que digam que estão moralmente muito abatidos, e que tiveram muitos problemas psicológicos, para que a indemenização pecuniária que vão pedir seja elevada (estão a pensar em comer uns petiscos a minha custa, e mais umas bubas) e nao apenas, se achassem que foram injustiçados ou injuriados, pedirem para no mesmo local (RTP) ser feito um pedido de desculpas aos visados. É claro que por uma questao de honra, e de dignidade, eu nunca o farei porque o que fiz foi intencional, e foi para proteger pessoas que estavam a ser perseguidas, e não com intenção de prejudicar fosse quem fosse, mesmo os agentes da GNR, mas sim para que parassem de fazer o que até a poucos meses atras faziam.
Posto isto, resta-me dizer que nao irei divulgar para ja o nome do tribunal, nem o nome das pessoas envolvidas, mas, fica aqui o registo de que, se nós nao lutarmos contra a injustiça, mesmo que saibamos que podemos ser condenados porque neste país so quem tem muito dinheiro é protegido, mesmo que sejemos condenados, temos o dever de lutar contra a injustiça, porque se nada fizer-mos, amanha seremos nós a sentar o cu no mocho, e a sermos injustiçados, tal como estou eu a ser agora!
No entanto, e se Deus quiser, no recurso que irei fazer até conseguir provar o que denunciei, e ser aceite por algum Juiz sério, e ser absolvido, nao pararei de lutar pela justiça, nem de denunciar tudo o que esta mal a minha volta, e como digo no tópico deste blog, nao suporto hipocrisia, mentira, fascismo, prepotencias, arrogancias, etc e tal, e nao irei nunca baixar os braços esteja onde estiver.
Tenho pena que o Manuel Alegre nao tenha ganho desta vez, pois acredito que seria mais uma pessoa a quem se eu denunciasse isto, iria tomar medidas, no entanto, estarei sempre na primeira linha agora, como estive antes do 25 de abril, a lutar contra os sitema, contra a adversidade do poder absolutista que se instala, e nao me darei por vencido nunca!
Só espero que isto acabe depressa, e que percebam que foi por estas e por outras que se formaram braços armados antes do 25 de abril, como a luar, as brigadas vermelhas etc e tal, e, estiquem mas nao abusem, porque depois veem a revolta dos moicanos, e quando toca a pegar em armas, depois e uma chatice, porque as tantas depois morrem inocentes, e dizem.... nao há direito.. no entanto, enquanto estes filhos da puta podem, nada fazem para evitar que se chegue a extremos.
Ja agora vale a pena pensar nisto!
Sou quem sabes maria alice!

Miro

2 comentários:

Focke-Wulf disse...

a injustiça tem destas coisas, a pessoas ficam a vera barca passar, não é nada connosco, mas dpeois quando sentem na pele, ficam desvairadas e não a direito! temd e se acabar coma permissividade e a desresponsabilização, é preciso massa critica tambem, pois é precis criticar, mas criticar assertivamente! Tens a minha solidariedae, qualquer coisa não hesites!!!

O Alegre sabia que não ganhava, os objectivos dele foram plenamente alcançados!

um abraço

Mariana disse...

Eu, tenho um pai que foi comandante de um posto da GNR, não é por ser meu pai, mas enquanto comandava o posto havia regime, disciplina e respeito. A lei era para todos iguais, mas lá de vez em quando, haviam uns jantarzitos, umas saídas à noite,... Enfim. Favorecia mais a uns e menos a outros, e lá fazia uns favorzitos nunca a troca de dinheiro, mas sim a troca de prazeres na vida.Como ele há muitos.Infelizmente, há muitas autoridades q perseguem os industriais, os comerciantes em troca de dinheiro, materiais p construir casa, tudo e mais alguma coisa.É nesta realidade de vida q vivemos....., e cada vez pior. Beijinho grande.