22 agosto, 2005

Podia ser

Podia ser uma gota de orvalho
caída de alguma janela sofrida
poderia ter sido uma gota de chuva
largada do ceu, bem comprida

mas foi uma lagrima que soltas-te
num dia de férias de verão
em que não mais aguentas-te
a vida, a tristeza, e a pressão

caiu-me no coração como lamina
cortou-me uma artéria principal
tive de recorrer ao que me ilumina
para podervoltar ao normal

Disseram-me ao ouvido
de onde caiu a lagrima
e pedi-lhes com todo o sentido
para que visse minha alma

que sentisse a alegria, a chama
a força de bem querer
que anula a fraqueza, acalma
e nos ensina o que fazer

faz levitar o pensamento
faz voar pelos meus sonhos
faz com que desapareça o lamento
e os labios fiquem risonhos

se dentro dela estiveres
ainda que por um momento
a alegria que tu sentires
é força em movimento

dos amigos que nos amparam
que nos guiam, e nos ajudam
que nos amam, e nunca deixaram
que vença os que nos imundam

Por isso lhes agradeço
do fundo do coração
porque tudo o que lhes peço
eles me poeem na minha mão!

Obrigado!


Beijos a quem é de beijos

1 comentário:

Tecas disse...

Que o tempo a convença,
Que a tristeza e a saudade não compensa,
E que a ausência não dá paz,
E o verdadeiro amor de quem se ama,
Tece a mesma antiga trama,
Que não se desfaz,
É a coisa mais divina que há no mundo,
É VIVER CADA SEGUNDO COMO NUNCA MAIS!!!

Beijocas