18 julho, 2005

A magia do amor

Poderíamos falar horas a fio e não conseguirmos fazer entender o que é o amor, nem a energia que ele representa. Poderemos dar amor incessantemente, e muitas pessoas, nem se apercebem do que estão a receber, mas, passados alguns tempos, acabamos por verificar que o amor que transbordamos aos outros, acaba por se revelar de uma forma incrível.
Dar amor não custa nada, não dói, pode as vezes ferir o orgulho, mas a culpa é nossa, porque esse é um defeito que temos, o orgulho, e muitas vezes ficamos sentidos e aborrecidos com outras pessoas, e reagimos mal, com desprezo, com rudeza, porque efectivamente não estamos preparados para dar amor, sem pensarmos no orgulho que temos de querer receber em doses iguais ou parecidas.
Outro dos nossos erros, é que não aceitamos que nos deem amor, ou demos nós aos outros, sem intenções secundárias, ou seja, sem pensarmos que ao darmos amor a alguém, tenhamos de estar a engatar alguém, ou, a utilizar esse amor com outros fins.
Se fosse a pensar que ao dar amor aos meus verdinhos, e quereria receber alguma coisa em troca, seria um castigo, porque para além de nunca me ter passado pela cabeça tal coisa, não sou gay, e o mesmo com as verdinhas a quem eu também dei amor, e não engatei nenhuma delas, no entanto, amo-as, e dou e darei sempre o melhor de mim, para as ver a sorrir, e ter felicidade.
Percebam que a Magia do amor, provoca emoções e sentimentos puros entre as pessoas, e faz com que mais tarde, essas pessoas percebam o que receberam, e não tenham dificuldade em da-lo, e provavelmente o darão quando menos esperarem, porque irão sentir dentro delas, a necessidade de dar, da mesma forma que receberam. É uma energia que rola de uma forma imparável, e que vai aumentando de volume e de quantidade, sempre que alguém distribui sem querer receber nada em troca. Aqueles a que me dou, e os que me dão a mim, percebam que não poderemos parar esta energia que ilumina as almas, e nos torna a todos muito mais felizes, e amaveis.
beijos a quem é de beijos!

2 comentários:

Anónimo disse...

Miro, Miro!
Como sempre tão discreto e sempre tão eficaz com as palavras!! Adoro receber o teu amor! Obrigada por tudo e se algum dia alguém me disser: "Ele está no engate" é porque essa pessoa ainda não percebeu a magia do amor.
E, para finalizar, aqui deixo um texto lindo e verdadeiro de fonte desconhecida:

Abraçar é saudável. Ajuda o sistema imunológico, mantém-no mais saudável, cura a depressão, reduz o stress, induz o sono, é revigorante, rejuvenesce, não tem efeitos colaterais indesejáveis, e é nada menos do que um remédio milagroso.
Abraçar é totalmente natural. É orgânico, naturalmente doce, não contém aditivos químicos, conservantes ou ingredientes artifíciais e é cem por cento integral.
Abraçar é perfeito. Não tem partes móveis, não tem baterias que acabam, não necessita de check-ups periódicos, requer baixo consumo de energia, produz muita energia, é à prova de inflacção, não engorda, não exige prestações mensais, não exige seguro, é à prova de roubo, não é tributável, não poluente e, é claro, é completamente recuperável.

Um texto dedicado ao nosso abraço/amor ;)

acbelix disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.