16 julho, 2006

Não entendo

As pessoas veem reencarnar na terra para limarem as suas arestas, ou seja, melhorarem-se moralmente, para conseguirem atingir a perfeição, no entanto, mesmo sabendo isto, quando se lhes mete a vaidade a frente e o orgulho, nao conseguem resistir e ficam coladas sempre no pior que há em vez de conseguirem olhar para dentro e perceber o que de facto é importante. Deus, coloca-nos no nosso caminho sempre as pessoas para que possamos nós provar a nossa elevação, e fazer-mos as nossas escolhas, entre o que é moralmente correcto, e o que é moralmente incorrecto, cabe-nos discernir o caminho que devemos seguir, e depois das opcções, somos responsáveis por tudo o que nos acontece. Se uma pessoa nos é colocada na frente para que possamos dar-he amor, e não lho damos, naturalmente nao ultrapassamos a nossa prova, se por exemplo somos mentirosos com alguem que nos dá amor, e que nos foi metido a frente para sermos ajudados a compreender e a sentir o amor, mes em vez disso mentimos, e depreciamos o amor que nos dão, a escolha é nossa, porque aí, em vez de caminhar-mos pelo caminho correcto, entramos na depravação, em nos metermos com alguém que so tem embrulho mas nao tem conteúdo, por vaidade, por afirmação pessoal, por orgulho, mas nunca por amor, e essas escolhas fazem com que a seguir, teremos de experimentar a dor, porque se depreciamos o amor, escolhemos o caminho da vaidade que é efemero. Por exemplo, é que um dia, por vaidade, gostamos de uma pessoa muito bonita, e so gostamos dela por ser muito bonita, casamos com ela, e a seguir criamos familia, so que, por qualquer motivo, ou até porque como a pessoa nao e boa pessoa mas é só bonita, teve um problema qualquer que fez com que ele deixasse de ser uma pessoa exteriormente bonita, porque o reflexo do perespirito sempre se desenvolve exteriormente, e por isso é que ha pessoa muito velhas bonitas, e ha pessoa muito feias, e logo, onde se vai apoiar a relacção entre duas pessoas, onde apenas o belo foi referencia?
Como fica a ligação afactiva dessas duas pessoas depois do belo desaparecer se apenas isso foi o motivo da ligação entre eles? Claro que em nada, claro que depois da efemeridade que é a beleza, nao fica mais nada, porque nao há amor, porque nao há beleza interior, porque o que de facto faz persistir as uniões, é o amor, que consegue tudo vencer, e não o fútil, não a vaidade, não o orgulho, não a posição social.
Podria dizer-se que todo este discurso seria porque perdi alguém a quem muito amor dei, mas, nao é assim, porque sei que sempre que me dou, acabarei por ter depois desse alguém a quem me dou, o caminho para que me apareça alguem bem melhor, uma vez que se acabou, é porque nao era o melhor para mim, e então a pessoa em causa nao merecia o que lhe dei, ou porque a pessoa em causa precisa de sofrer para aprender, pois foi-lhe dado, foi facultado, e nao aceitou, e por isso, fez a sua escolha, logo, o preço a pagar pela vaidade e pelo orgulho,não é fácil, e ainda por cima quando o seu espirito tenta por todos os meios chamar a atenção do erro, e pede ajuda, mas, os defeitos acabam por terem mais peso, e a pessoa embarcar no erro, em vez de caminhar por onde o seu proprio espirito a tenta a toda a força, avisar do erro que esta a cometer, mas, cegos pela vaidade e pelo orgulho, nao conseguem mesmo ver.
Por mim, que mais uma vez sofro por me ter dado, e me ter entregado, Deus compensara porque sabe que nunca foi por vaidade ou pela beleza das pessoas em causa que me dei, mas sim porque dei sempre o melhor que tenho, o amor, no entanto, sei que a maioria das pessoas anda a procura dele, Deus poe-lho debaixo dos olhos, e não o conseguem ver, porque o procuram da forma errada, e depois dizem que sao infelizes, porque nao conseguem ver o que esta a frente dos olhos, mas sim, procuram o que teem na mão, desesperadamente onde nunca encontrarão.
Façam o favor de ser felizes, porque eu, mais numa vez, vou seguir um caminho, que é o de andar sempre no amor, e esperar que alguém me apareça que o saiba receber, como ja uma vez o tive e mandei embora, porque nao queria que passasse os problemas que eu passei a meu lado.
Se calhar fui egoista por nao a querer ver sofrer, mas, foi assim que aconteceu, e não me arrependo de ter feito o que fiz na altura.
beijos a quem é de beijos
e façam por andar com amor, e nao com vaidade e orgulho, que esse é o caminho mais fácil para a dôr, porque pode demorar, mas o que semeamos colhemos sempre.


Miro

3 comentários:

Florbela disse...

Tanta amargura não deve, nunca, ser capaz de apagar tua capacidade de ser bom e verdadeiro. Como já te disse várias vezes, inclusive ontem, só o tempo será capaz de te abrir portas e janelas. Tens o meu carinho e as minhas orações.

Feituxas disse...

Mano,eu bem te disse que viesses ver o Martinho da Vila, mas tu insistes em nunca me dar ouvidos!!! :PP

Beijos

Anónimo disse...

This is very interesting site...
» »